Ir para o conteúdo
café
preto
acordando
para a luta
ou

Rio dos Macacos

Confira as fotos da visita do Café Preto ao quilombo!

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

‪#‎PESCADORES‬ ‪#‎MARISQUEIRAS‬ ‪#‎QUILOMBOLAS‬ ‪#‎INDIGENAS‬ ‪#‎DIREITOS‬

16 de Junho de 2016, 22:09 , por Léo Lopes - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

 

Foto_3

O Movimento dos Pescadores e Pescadoras (MPP), juntamente com outras organizações de pescadores artesanais, iniciou na manhã de hoje (16/06) uma ocupação na Superintendência Federal de Agricultura na Bahia, no Largo dos Aflitos, em Salvador. Com um quantitativo de mais de 500 pessoas, dentre elas quilombolas e indígenas relacionados à pesca, denunciam o descaso do governo federal com os direitos trabalhistas e previdenciários da categoria. Os ocupantes reivindicam a emissão dos Registros Gerais da Pesca (RGP) que desde 2012 não foram entregues, a suspensão do cancelamento de diversas RGPs pelo governo federal, a liberação do pagamento dos seguros defeso cancelados neste ano e a estruturação de uma coordenação qualificada e específica de pesca no Ministério da Agricultura e Pecuária. Reclamam ainda que o governo federal criou uma série de novas burocracias que tem dificultado o pescador de receber o seguro defeso e que o INSS não tem servidores capacitados para receber e traFoto_5tar dos direitos dos pescadores e pescadoras. No início da ocupação, todos e todas as manifestantes gritavam palavras de ordem em meio a um apitaço e expunham cartazes com as pautas reivindicadas. Os servidores públicos da Superintendência Federal de Agricultura foram postos para fora do prédio, sendo que um deles chegou a agredir fisicamente uma pescadora e outro deixou o prédio aos brados de "vagabundas, vão trabalhar", direcionados às marisqueiras de Saubara. Apesar das agressões, a ocupação segue até então pacífica. O Café Preto está atento à luta dos pescadores e marisqueiras e em breve publicará mais informações! Acompanhem e compartilhem!

 

Foto_7

 

 

 

 

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.